Árvores de Plástico

Hoje estava escutando Fake Plastic Trees e como é incrível que depois de 14 anos essa música continua me acompanhando, se tem uma música que tem marcado a minha vida eu posso dizer que é essa, ela me acompanha desde pequenina, essa música marcou a minha infância, e eu demorei tanto pra um dia tê-la! Oh, a música vivia na minha cabeça, a melodia, o nome, mas não era tão simples possuí-la como é hoje. ( O meu irmão, na época, tinha um cd com a música mas quando ele foi embora levou com ele.)
A primeira vez que a escutei foi em um comercial que passava na Globo, era um comercial triste, e eu me lembro que sempre chorava quando assistia (como hoje em dia eu choro quando vejo aquele comercial do cachorrinho da doação de órgãos- chotei algumas vezes, nas outras apenas ficava realmente balançada -, mas o comercial com a música do Radiohead ainda continua sendo o mais foda). E é incrível o poder que a música exerce sobre mim, como eu sinto que ela é, na época mesmo eu não sabendo nada que a letra dizia eu sentia o que ela queria dizer, e isso a fez se tornar parte de mim.
O Thom sempre tem uma espécie de agunia quando ele canta,emoção, vida, eu posso sentir o quanto é de verdade os sentimentos quando ele canta.( O Radiohead é uma banda que sempre tem músicas que me cativam, que arrebentam o meu pobre coração e vivem comigo.)
Fake Plastic Trees me faz lembrar de mim sentada no sofá, do meu irmão, me faz lembrar dias de chuva, de mim embaixo de chuva em Belém e indo para a Esamaz, me lembra o mundo artificial em que a gente está, em pessoas feitas de plástico, me lembra o caderno em que eu tenho essa música rabiscada e como isso foi tudo que eu li por um longo tempo, da primeira vez que eu vi o clipe, e eu pensei que o Thom fosse um doente, e como eu senti a solidão por nós dois, e como logo me encantei com o Jonny, me lembra de dias solitários, aqueles dias que todos acham que a sua vida está correndo pro rumo certo mas pra você ela está correndo ao contrário, parece que você está dando a ré, que todos parecem bem e feliz, inclusive você, mas não é assim que você está por dentro, você se sente desgastado, você se sente só, e você não pode “evitar o sentimento” e você sente que “poderia explodir pelo teto se” você “simplesmente” se “virar e correr” e que o que você precisa urgentemente é acabar com isso.
Essa é uma imagem fixa na minha cabeça, eu me virando e correndo, e eu acho tão lindo, tão libertador…!
Urgh! O poder da música sobre mim como sempre, tão mágico, tão intenso! O melhor salva-vidas que há.
(E essa sempre foi sua função, hã?, salvar vidas.)

Pra quem quiser baixar a música o link aí:

http://www.4shared.com/file/94558458/93c65fca/04_-_Fake_Plastic_Trees.html

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Música, O Balde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s