Arquivo da categoria: O Balde

Despejando

(Cores) Imagens do dia

Sea Change

Deixe um comentário

Arquivado em Artes, Música, O Balde

Pensando em, escutando, Jeff

Pensando em Jeff

1 comentário

Arquivado em Música, O Balde

Assim Assado

Eu não fico tentando me encaixar em alguma forma, mas há com certeza formas que se encaixam em mim, ainda mais para quem está do lado de fora. As pessoas tentam classificar, tentam não!, elas classificam mesmo, para tentar compreender,( afinal o desconhecio dá medo, ao mesmo tempo em que em sua maioria excita) mas nunca é o todo que se está vendo e sim só uma parte.

O estrangeiro é muito mais complexo do que aparenta.

“É assim que os homens se comportam perante a verdade própria. Pegam apenas numa parte e pensam que é o todo…”

Deixe um comentário

Arquivado em O Balde

L1T1

Maquiamos a verdade apenas para que consigamos o que desejamos, não há benefício real nisso.

Apenas queremos vender o peixe, mas o peixe está podre.

ps:  Saudades da vidinha.

Deixe um comentário

Arquivado em O Balde

Protegido: Sonhos

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Digite sua senha para ver os comentários.

Arquivado em O Balde

Overdose Power (07-05-2009) [Old Stone]

Eu estava deitada, esparramada no sofá, escutando Cat Power, há um tempo eu não escutava “The Greatest”, álbum que no começo do último ano eu escutava incansavelmente porque eu só queria que ele me desse um pouco de paz, que me tirasse do estresse, como sempre fazia.

Tô com dor de cabeça.

E estou escrevendo porque vi Adriano falando para escrever tudo, sendo importante ou não, o que se tem que fazer mesmo é escrever.

Só queria poder desabafar um pouco.

Ganhar um pouco de sentido.

Não fazer ninguém chorar.

Ou se aborrecer.

Queria encontrar uma essência.

Talvez finalmente poder fazer música.

Oh, eu estou buscando o sentido para isso tudo, só não sei porque insisto.

Enquanto isso, vou continuando a nadar com os tubarões, fico aplaudindo aqueles que fazem o que eu não posso, mas que queria mais que tudo fazer, que é o que me dar prazer, força, desejo, satisfação…

“Where is my love?”

Deixe um comentário

Arquivado em O Balde

Tiê

Essa semana, de fora da minha janela, eu escutei um passarinho cantar, é certo que o seu canto tirou a minha atenção de todas as outras coisas que eu fazia, o meu maior prazer era esperar pela hora que ele começava a cantar, e então eu corria para a janela.
Bem, não foi bem um passarinho, e sim uma passarinha (tá certo, passarinha?) de nome Tiê.
Eu sou uma pessoa muito ruim em descrição, eu não sei explicar, só sei sentir, e eu me sinto muito bem com Tiê, meio que encantada com o que ela canta, como sua música soa e como todas as imagens fluem pela minha cabeça.
Tiê, estou carregando você comigo agora, e acho que vou carregar por um bom tempo.
Hum-um-ummmm…

(Quem quiser conhecer um pouco: http://www.myspace.com/tiemusica e http://www.sweetjardim.wordpress.com/ )

2 Comentários

Arquivado em Música, O Balde